produção de papel produção de papel

Produção do papel: qual a quantidade de água necessária?

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Tudo o que a indústria produz necessita de água e, muitas vezes, em quantidades generosas. Na produção de papel, há uma série de medidas que precisam ser observadas e a preocupação já começa na coleta de matéria-prima, se estendendo à fase de reciclagem.

O maior dilema está na quantidade de água necessária para produzir os mais variados tipos de papel usados para embalagens, jornais, cadernos, indústria gráfica e por aí vai.

Mas, como isso tudo acontece? Acompanhe o post e saiba mais!

Como funciona a produção do papel?

Para começar, quantas folhas de papel são fabricadas com uma única árvore? Se considerarmos um exemplar padrão, como o eucalipto, podemos produzir 20 resmas de papel, que totalizam 10 mil folhas de 75g/m2 em tamanho A4 para cada tronco.

Parece muito papel para uma árvore só, porém, hoje, a maior parte de todo papel fabricado no Brasil é originária de madeira de reflorestamento, o que ajuda muito a minimizar o prejuízo ambiental relacionado ao desmatamento e ao desgaste dos recursos naturais. Mas os problemas associados ao consumo de papel estão mais atrelados à produção e ao descarte.

Na época em que foi inventado, o papel era feito a partir do algodão de trapos e roupas velhas e não das fibras de celulose extraídas da madeira, como acontece hoje. Funcionou assim durante mais de 1500 anos. A partir do século XV, com o desenvolvimento das máquinas de impressão, foi preciso buscar uma alternativa mais viável para dar conta de uma demanda que crescia rapidamente.

A madeira foi a melhor solução e, para digerir suas fibras e extrair a celulose, foi necessário usar produtos químicos, como alguns compostos de enxofre (sulfitos) que deram origem ao nome do papel sulfite. Hoje, os métodos estão mais avançados, permitindo o aproveitamento de até 98% da madeira de uma árvore.

A fabricação começa com o corte de toras de madeira, que são descascadas e picadas na forma de lascas. Depois disso, são cozidas por um líquido preparado por água e agentes químicos, resultando em um produto chamado de polpa.

A polpa, então, é processada em centrífugas e tanques de onde são extraídas as lascas que não foram dissolvidas juntamente a outras impurezas. Depois, ela fica em repouso a fim de separar a celulose dos demais resíduos. Essa etapa é denominada branqueamento.

Em seguida, a polpa de celulose é colocada em uma máquina (mesa plana) para ser convertida numa grande folha lisa e única. Essa folha é transportada sobre uma esteira rolante para sofrer prensagem e secagem com ar quente para retirar o excesso de água, compactar o papel e fazer o nivelamento.

Dependendo do acabamento que se pretende dar, a folha ainda passa pelo coater com o intuito de aplicar uma película de proteção e brilho, como ocorre com o papel couché.

Por fim, a grande folha passa por uma máquina composta de rolos de rebobinagem para que o papel se descole da esteira rolante e componha grandes rolos ou bobinas já prontos para serem cortados e empacotados.

Quanto se gasta de água com a produção do papel?

Toda vez que usamos uma folha de papel, não pensamos em tudo o que implica na sua produção, sequer imaginamos o tamanho do impacto ambiental que isso significa. De acordo com a organização mundial Water Footprint Network, para produzir uma simples folha em tamanho A4 são necessários 10 litros de água, em média.

Já o Instituto Akatu, revelou quanta água é preciso para produzir 1 kg de papel: 540 litros! Isso significa que ao consumir 50 mil folhas por mês imprimindo documentos, uma empresa pode economizar cerca de 32 mil litros de água, caso utilize os dois lados do papel na hora de imprimir.

Sabemos que desde o início da cadeia de produção de papel há uma extensa aplicação de recursos naturais, além dos produtos químicos necessários, a quantidade de água e energia usadas até chegar ao descarte e reciclagem. Por isso, é fundamental adotar ações econômicas e racionais para minimizar esses impactos.

Se você já está apostando em atitudes verdes no seu dia a dia, deixe o seu comentário e conte quais ações dão resultados mais positivos em relação ao consumo de produtos à base de papel!

Posts relacionados

Deixe uma resposta