sustentabilidade da bmw sustentabilidade da bmw

Sustentabilidade da BMW: por que sua empresa deve se inspirar?

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

O meio ambiente possui diversos recursos finitivos e cuja qualidade já não é a mesma de tempos atrás. Afinal, o desenvolvimento econômico de empresas que não se alinham com a necessidade de minimizar os impactos ambientes colabora para sua destruição. Um exemplo que vai na contramão disso e atua com responsabilidade social é a sustentabilidade da BMW.

Ter consciência da necessidade de alinhar ações sustentáveis com o lucro da empresa é um dever ético de qualquer um. Mas, mais do que isso, é uma forma da sua empresa ganhar mais visibilidade e vantagem na corrida em busca de consumidores. Além do mais, esse tipo de atitude serve de influência para disseminar práticas de sustentabilidade a clientes e outras empresas.

Sentiu curiosidade e quer entender mais sobre a sustentabilidade da BMW e outras empresas? Continue a leitura!

Como a BMW e outras empresas são reconhecidas pela sustentabilidade?

Em 2016 a empresa de automóveis, BMW, foi considerada a corporação mais sustentável do mundo pela Corporate Knights, uma publicação canadense especializada em assuntos de responsabilidade social e desenvolvimento sustentável. A escolha se baseia em 12 indicadores. Os principais deles são:

  • emissões de carbono;
  • consumo de água;
  • energia;
  • recuperação de resíduos sólidos;
  • inovação;
  • pagamento de impostos;
  • direitos trabalhistas, entre outros.

A BMW que está no ranking de empresas mais sustentáveis desde 1999 – a única com esse período – divide a lista com mais quatro montadores da veículos: Renault, Nissan, Pegout e a Daimler. Entre as 4.9 mil empresas avaliadas, também teve duas brasileiras no ranking das 100 mais, a Natura e o Banco do Brasil.

A sustentabilidade da BMW é percebida desde 1995, quando o grupo minimizou as emissões de CO2 – que em altas concentrações provoca o aumento da temperatura do planeta e os níveis dos oceanos – em 40% para os carros vendidos na Europa. O continente teve em 2015 uma emissão média de C02 cravada em 127g por quilômetro rodado, uma numeração bem abaixo do índice mundial.

Carros elétricos e híbridos

Além disso, recentemente, o grupo BMW lançou sete carros elétricos ou híbridos. Esses modelos possuam a gasolina substituída por um motor elétrico, o que não emite gases e faz bem menos barulho. O Brasil é destaque entre os países com carros nas ruas, o que gera uma preocupação ambiental pelos índices de poluição gerados e carros nesses modelos buscam espaço no país.

Como isso contribui para a boa imagem da empresa?

Conforme mencionado, se alinhar a práticas sustentáveis é um dever ético, mas ainda é possível encontrar outros motivos para uma empresa ser ecologicamente correta. Quando uma corporação adota essa postura, aumenta as vantagens competitivas e estimula o bem-estar dos seus funcionários, o que também melhora o desempenho dos mesmos.

Diminuir os impactos ambientais também garante uma maior adequação as Leis e evita as chances de penalizações. Além de diminuir o desperdício de água, recursos naturais e a energia. Isso tem um impacto direto no orçamento da empresa.

E ainda, a sustentabilidade da BMW, por exemplo, serve de exemplo para outras corporações e a sociedade no geral. Tal atitude é fundamental para a mudança de hábitos e uma maior consciência em relação ao meio ambiente. No futuro, empresas que não adotarem essa postura tendam a falir.

Gostou do nosso post? Então, siga a nossa página no Facebook e acompanhe as atualizações de conteúdo!

Posts relacionados

Deixe uma resposta